Outro Dior

quarta-feira, 29 de julho de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 11:49

Quem pensa em Dior e sua casa única e exclusivamente como o ponto de partida para o new look (look do pós-guerra, 1947, que previa abuso de tecidos) precisa olhar mais amplamente, usar de outros sentidos.

Fahrenheit, Dior Homme, Miss Dior, Poison, Addict e J’Adore são só alguns dos perfumes da marca que acabaram se transformando em clássicos do segmento e são frascos dessas e de outras edições limitadas que estão na mostra "Christian Dior: Couturier Parfumeur, Estilista de Perfumes", que abre dia 31 no shopping Iguatemi, em São Paulo, integrando o calendário do Ano da França no Brasil.

Com curadoria de Renata Aschar, a exposição relata a história e os segredos das mais conceituadas fragrâncias da maison e um pouco da trajetória do próprio Christian Dior, um ícone da alta costura que transformou a maneira de vestir.

Enquanto todos previam simplicidade e conforto, ele propôs o luxo e a feminilidade extrema, tendência copiada por mulheres do mundo inteiro até chegar à irreverência e à autenticidade de John Galliano. A exposição que percorrerá o Brasil e o mundo é aberta ao público.

Reações: