Limit edition

Postado por Luiza Drumond às 10:57

A marca gaúcha Cavage acaba de criar uma minicoleção de calçados exclusivos para a Coven. A dupla de estilistas Geane Silva e Vicente Hoffmann abusou de tons metalizados e contrastes interessantes em scarpins e sapatilhas que seguem o mesmo conceito de feminilidade dos tricôs criados por Liliane Rebehy e companhia. Todos os modelos têm bico arredondado a la Chanel e têm uma pegada romântico-futurista que vai ao encontro da delicadeza das tramas da Coven nesta temporada de verão. O destaque fica para o salto alto de conceito arquitetônico e acabamento afunilado que dá um toque de vanguarda para qualquer look. As peças são exclusivas da loja da Coven que fica no bairro de Lourdes, em Belo Horizonte.


Reações: 
0 deixaram a sua mensagem

Interpretando coisas

quarta-feira, 26 de agosto de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 09:36

Nunca se sabe se está interpretando ou não.
Ou se é, seu eu que está ali, debruçado no chão, ouvindo uma bela canção.
Roteiros, reações, canções, diz o que é bom, eis a questão.
A dança ritmava a atuação. O violão apenas canta corações nas mãos, destruídos, que descobre que foi tudo em vão, apenas dizendo não.
A fotografia guarda latidos de um velho cão, que um dia estava junto ao seu irmão, deitado em um colchão.
O café já amargo, já não é tão doce, igual ao seu vestido verde- limão, que está rasgado, manchado, está escrito em alemão, eu já esqueci o tom, seja lá qual ele for, eu já não acho bom.
Reações: 
0 deixaram a sua mensagem

3 Dias de Paz & Música

terça-feira, 18 de agosto de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 09:53

Imagem via ( google)

"O Woodstock Music & Art Fair (informalmente chamado de Woodstock ou Festival de Woodstock) foi um festival de música anunciado como "Uma Exposição Aquariana: 3 Dias de Paz & Música", organizado na fazenda de 600 acres de Max Yasgur na cidade rural de Bethel, no estado de Nova York, Estados Unidos. Foi realizado entre os dias 15 de agosto e 18 de agosto de 1996 Originalmente, o festival deveria ocorrer na pequena cidade de Woodstock, também estado de Nova Iorque, onde moravam músicos como Bob Dylan , mas a população não aceitou, o que levou o evento para a pequena Bethel, a uma hora e meia de distância.

O festival exemplificou a era hippie e a contracultura do final dos anos 1970 e começo de 10. Trinta e dois dos mais conhecidos músicos da época apresentaram-se durante um chuvoso fim de semana defronte a meio milhão de espectadores. Apesar de tentativas posteriores de emular o festival, o evento original provou ser único e lendário reconhecido como uma dos maiores momentos na história da música popular." (Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.)



Essa semana está completando 40 anos. Foi dada a idéia de se fazer outro Woodstock, mas não foi levada a sério. Pois há 40 anos a cultura hippie era a que estava em alta! Hoje em dia, é a cultura pop, então não vejo razão de tentar bolar um novo Woodstock. E não seria o mesmo, pois vários cantores maravilhosos que participaram desse evento, já estão mortos e os hippies hoje em dia, são discriminados. Enquanto isso não acontece, basta comemorar 40 anos de Woodstock e ser feliz!



Reações: 
0 deixaram a sua mensagem

Meu Pet

segunda-feira, 17 de agosto de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 09:36
Não faz muito tempo, a designer Carla Bender lançou uma linha de vestidos de festa para cachorrinhas de fino trato que mostrei aqui. Pois o que vem no verão da sua Prime Dogs é tão divertido quanto. Trata-se de uma coleção inspirada no Ano da França no Brasil. São peças inspiradas em Coco Chanel e Edith Piaf, como, por exemplo, o tailler "La Vie en Rose"(foto à esq.). Para quem não conhece, Carla criou a Prime há quatro temporadas para vestir sua "filhota" Pezinha, a charmosa top model que aparece na foto á baixo.




Olha pra quem gosta de vestir seu animais, agora tem Chanel e Edith Piaf.
Reações: 
0 deixaram a sua mensagem

Valioso e valiosa. Luz do dia.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 08:53
(Página 170- A menina que roubava livros- Markus Zusank)


"È valioso, como a luz do dia que reflete em seu olhar.
Fazendo a luz do dia, brilhar cada vez mais em cada olhar.
O movimento da água, em suas mãos revela uma coisa
uma coisa fácil de decifrar, basta só olhar e acreditar. "

(Luiza Drumond)
Reações: 
2 deixaram a sua mensagem

Anjo mais velho

segunda-feira, 10 de agosto de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 18:16

"Metade de mim
agora é assim
de um lado a poesia o verbo a saudade
do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
e o fim é belo incerto... depende de como você vê
o novo, o credo, a fé que você deposita em você e só

Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar.."

"O Teatro Mágico- O anjo mais velho"
Reações: 
2 deixaram a sua mensagem

Campanha da Cabracega

domingo, 9 de agosto de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 09:52

A imagem de moda deste domingo é total fresh. Em cena, um mini-geek produzido por Julia Valle para a primeira campanha da Cabracega, marca de fofowear que atende os pequenos de 4 a 14 anos.

Coordenado de maneira a fugir aos clichês de "roupa de criança", o mix de produtos brinca com os códigos da infância sem perder de vista ícones contemporâneos de moda, como a top Kate Moss. A marca leva a assinatura de Érika Frade e Lucas Magalhães.


Ahhh! E feliz dia dos Pais! :D
Reações: 
0 deixaram a sua mensagem

Status das cores

sábado, 8 de agosto de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 18:38

È como se todas as cores se juntassem
e formasse um enorme buraco colorido dentro do meu estômago.

Azul e amarelo representam meu humor,
ele varia várias vezes ao dia.
Quando o azul está para direita,
estou feliz.
Quando o amarelo está para esquerda,
Estou triste.

Vermelho representa meu coração.
Se ele pisca duas vezes, estou apaixonada.
Se ele pisca uma vez só, estou solitária.

Laranja e rosa representam meu olhar
Se está a ofuscar, vou deixar você me levar
Se está a brilhar, sei que estou a te amar.


Reações: 
0 deixaram a sua mensagem

06/06/09 - 02h47min

sexta-feira, 7 de agosto de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 12:42
Hoje quando me levantei, pequei uma pequena lata.
Nesta lata contia cartas, cartões e lembras.
De uma vida vivida e amizades esquecidas.

Carta ( Por Isadora)

"I don't believe then anybody feels the way I do about you now, (...) there is a many things that I like to say to you, but I don't know how, and I say maybeeee, you gonna be the one that saves me, and after all, you're my wonderwall, and I say maybe, you gonna be the one that save me, and after all, you're MY WONDERWALL."

“Não pensa que eu fui por não te amar. E cuida do teu pra que ninguém te jogue no chão, não deixa ninguém te machucar.”

Reações: 
2 deixaram a sua mensagem

Músicas, poemas e orações

quinta-feira, 6 de agosto de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 10:36
Foto ( Deviant)
Procurei em versos mais lindos que já li.
Procurar explicar de uma forma mais bonita, o amor que eu sinto nessa vida.
Procurei também em arquivos antigos, músicas, poemas e orações.
Sequei-me em palavras românticas e como você sabe, tenho certa timidez de falar de amor.
Iria a pé de Belo Horizonte a Recife, só pra gritar seu nome.
“Ando por aí, querendo te encontrar, em cada esquina, em cada olhar”
Toda noite eu rezo para que esse sonho se torne realidade e sei que um dia vai se realizar, enquanto isso não acontece te dou todo amor que houver nessa vida.
Reações: 
0 deixaram a sua mensagem

1° de Julho

segunda-feira, 3 de agosto de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 10:28
Eu vejo que aprendi
O quanto te ensinei
E nos teus braços que ele vai saber
Não há por que voltar
Não penso em te seguir
Não quero mais a tua insensatez

O que fazes sem pensar aprendeste do olhar
E das palavras que eu guardei prá ti
Não penso em me vingar
Não sou assim
A tua insegurança era por mim

Não basta o compromisso
Vale mais o coração
Já que não me entendes, não me julgues
Não me tentes
O que sabes fazer agora
Veio tudo de nossas horas
Eu não minto, eu não sou assim
Ninguém sabia e ninguém viu
Que eu estava a teu lado então
Sou fera, sou bicho, sou anjo e sou mulher
Sou minha mãe e minha filha,
Minha irmã, minha menina
Mas sou minha, só minha e não de quem quiser
Sou Deus, tua deusa, meu amor
Alguma coisa aconteceu
Do ventre nasce um novo coração

Não penso em me vingar
Não sou assim
A tua insegurança era por mim
Não basta o compromisso

Vale mais o coração
Ninguém sabia, ninguém viu
Que eu estava ao teu lado então

Sou fera, sou bicho, sou anjo e sou mulher
Sou minha mãe e minha filha,
Minha irmã, minha menina
Mas sou minha, só minha e não de quem quiser
Sou Deus, tua deusa, meu amor
Baby, baby, baby, baby

O que fazes por sonhar
É o mundo que virá pra ti e para mim
Vamos descobrir o mundo juntos baby
Quero aprender com o teu pequeno grande coração
Meu amor, meu amor.





Quando digo que estou pra Blues, porque é verdade.
Reações: 
0 deixaram a sua mensagem

Hoje eu estou pra Blues.

domingo, 2 de agosto de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 19:20


Hoje eu estou pra blues.

Cássia, Cazuza, Nando, tocavam eles uma eterna canção.

Cuja canção tinha um leve som de violão e uma voz que tocava o coração.

Palmas ritmavam a canção.

Vinho derramado no colchão formava um desenho na escuridão.

A canção dizia: Serei teu pão, tua comida, todo amor que houver nessa vida.

Reações: 
2 deixaram a sua mensagem