Corda Bamba

segunda-feira, 12 de outubro de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 12:49

Maria tinha um sonho atrás da porta vermelha.
Um sonho de corda bamba, circo e arco florido.

Queria ter uma parede de sonho, assim sempre que quiser poderia arrancá-lo com delicadeza e pega-lo p’ra mim.
Andaria na corda bamba com insegurança, não tenho a fé que nem Maria.
Não gostaria de ganhar uma velha para contar história, pessoa não se compra, ou compra?!
Nem gostaria de ter aula particular com uma mulher que sempre fica puxando a pelinha do canto da unha. E aonde ia colocar meu pé? O cachorro é folgado. A borracha caiu, o cachorro engoliu?
Hei de abrir todas as portas. Um dia esse minha curiosidade me mata, mas quem sabe não encontro minha felicidade? Minha parede de sonho? Quem sabe? Só Deus.
Vou guardar em cada porta aberta uma lembrança feliz, um quem sabe, posso escolher a mais feliz.
Guardarei para sempre meu sonho na corda bamba, um dia hei de me equilibrar com um arco florido ou até mesmo um guarda-chuva cheio de lírios.

"Lygia Bonjuga se aventura pelas veredas da imaginação infanto-juvenil e arma sobre o jovem e respeitável público a lona seu circo de surpresas e encantamento, apresentando-lhe esta CORDA BAMBA, através da qual Maria, filha de equilibristas, e ela mesma artista de circo, resolve viajar para dentro de si mesma. Viver na corda bamba- é como o imaginário popular define a existência de quem tem que enfrentar desafios diários para sobrevive. Assim caminha Maria em busca de seu próprio equilíbrio, abrindo as portas do passado e recompondo-se dos dramas que marcaram sua infância circense. "

Recomendo que leiam este livro: "Corda Bamba"- Lygia Bonjuga, livro infanto-juvenil. Ótimo e criativo. Feliz dia das crianças e dos vegetarianos.
Reações: