O Nada do Silêncio

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 12:16

Estou sem ar.
Encosto-me nessa parede e penso na vida, de uma forma esquisita.
Está tudo fora do lugar e isto já virou rotina.
Faço versos mal e porcamente nessa vida, talvez seja a sala.
Acho que minha sombra me inspira.
Ou talvez nada me inspire, o nada do silêncio é apenas uma cria.
Reações: