Meu eu masculino

quinta-feira, 16 de abril de 2009 - Postado por Luiza Drumond às 19:19
Deste de quando o adicionei, pensei:Acho que vou me dar bem com ele. E não deu outra,quando conversei com ele eu logo me apaixonei e ele por mim,pelo menos foi isso que o tal menino me disse. Vi que aquilo podia ser um amor como todos, mas ao mesmo tempo vi que podia ser algo a mais que ele sentiu por mim.Falamos sobre música, tia mos gostos parecidos. Ele gostava muito de Mallu Magalhães, eu me parecia com ela, quando eu falei isso ele falou:-sua off quer namorar comigo?Eu sabia que ele estava dizendo brincando, só pelo fato de que tudo isso aconteceu no fake. Continuamos a falar de música. Ele tinha duas bandas favoritas ele disse:-Se você gosta das minhas duas bandas favoritas eu juro que me caso com você.Sim, eu gostava de umas delas.-Mesmo assim eu me caso com você.Depois mudamos de assunto, perguntei a ele de onde era, depois de ter respondido me fez a mesma pergunta. Não demorou muito para ele me pedir em namoro e eu aceitei como reação de todos (as) ficaram felizes e se beijaram, depois desse não vieram muitos, ou melhor, nem um. Ele me lembrava um velho amigo, pensei até que era a mesma pessoa, mas não era, pois o meu amigo não gostava de The Beatles e nem de Mallu Magalhães. Depois disso sai do computador e fui ver TV, fiquei pensando na nossa conversa, depois fui escutar música e acabei escutando The Beatles.Cheguei à conclusão, ele era o meu eu masculino.
(...)

Eram 23/12/08, o dia que me declarei pra outro menino.Esta muito confusa, não sabia o que fazer.Pois esse garoto estava namorando, tinha visto isso logo depois que acordei, senti que meu mundo estava caindo.Quanto decidi meu declarar pra ele, e fiz isso mesmo. Falei tudo que podia falar pra ele.Mesmo com medo de estragar o namoro dele, mas não podia guardar aquilo mais pra mim.Então fui falar com o meu eu masculino, e ele me perguntou se eu estava bem, eu não estava.Estava meio assustada com o que eu tinha feito, mas ao mesmo tempo feliz, pois não estava guardando aquilo pra mim mais.Meu eu masculino me perguntou por que eu estava daquele jeito, falei tudo a ele o que tinha acontecido, e também falei que estava apaixonada por outro.E ele respondeu:-Eu te amo tanto.Não estava entendo mais nada, quando me dei conta que ele não estava mais online.E foi nesse dia que eu tive certeza que o amor do meu eu masculino era simplesmente nada.E que o meu grande amor da minha vida era outro e também me dei conta que pessoas “iguais” às vezes não dão certo e hoje tenho certeza que não podia ter o meu amado pra mim, pois a gente era simplesmente amigos.


Reações: