Ali, aí, acolá

quinta-feira, 13 de maio de 2010 - Postado por Luiza Drumond às 11:17

Entreguei-me as palavras como me entrei a você,
A procura do meu pote de ouro.
Não seja uma história de final feliz,
Seja apenas boa e segura.
Atrás do pote de ouro
Ambos se encontraram.
Minhas palavras aí, ali, acolá,
Nem mil delas são capazes de expressar.
Atrás do pote de ouro te encontrei.

Havia prosa e talvez poesia,
Sem perceber eu o tinha.
Ali, aí, acolá.
Não há ninguém que faça isso mudar.

Agora tudo tem gosto de piquenique,
Sempre vai ser,
Eu aqui, você ai, e nós acolá.

Reações: