0221

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012 - Postado por Luiza Drumond às 11:47

Há de ter alguma coisa além da vida, um paraíso, algo inexplicável e belo. Ligeiro, vasto e irreal. Não sei. A vida careteia, sorri, estende a mão e nos espanca. Nos tira do ilusório e nos põe novamente de pés no chão. É como um jogo, devagarzinho nos mostrando como se faz, o que é certo e errado. Como na corda bamba, perigosa e firme, meu caro, eu hei de ter na vida tudo que desejar. Não há um padrão para se seguir, nem coreografia para se dançar, não há a quem seguir, flutue, deixe a maré lhe levar. Tire os pés do chão, coloque as mãos juntos ao coração e deixe fluir...



Desejo para 2012, desejo deixar as coisas fluírem de acordo com a maré, no meu barquinho, sem deixar as coisas se dilacerarem ou me perder... Escreva-o  bem. 

Reações: